Radio Antena FM

Radio Antena FM
(Clique na imagem e assista e ouça ao vivo)

Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Jovem de Pernambuco surta e comete suicídio dentro de aeroporto em Maceió

Cortesia - aquiacontece.com.br
Moisés da Silva Santana quebrou o pescoço e teve afundamento de crânio
Um jovem de 26 anos identificado como Moisés da Silva Santana teve um surto dentro do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Maceió, nas primeiras horas desta quarta-feira, 29, e cometeu suicídio pulando de uma altura de aproximadamente seis metros.
De acordo com as informações colhidas junto a assessoria da Perícia Oficial, a vítima é natural de Pernambuco e tinha desembarcado em Maceió na tarde desta terça-feira, 28, para supostamente aguardar outro voo em direção a Campinas, no estado de São Paulo.
Funcionários do aeroporto contaram à imprensa que o jovem já desembarcou inquieto e aparentemente perturbado, tanto que ele chegou a pedir ajuda a policiais do 8º Batalhão de Polícia Militar, situado defronte ao local destinado a pouso e decolagem de aeronaves comerciais.
Ainda segundo as informações divulgadas sobre o caso, Moisés da Silva chegou a ser levado até ao posto médico do aeroporto, mas se negou a tomar medicamento. Nesse momento ele teve um surto e saiu correndo pela escada rolante. Minutos depois o jovem se jogou de altura de mais de 6 metros, vindo a cair no saguão. Com a queda, o pernambucano quebrou o pescoço e teve afundamento de crânio, morrendo instantaneamente.
Equipes do Instituto de Criminalística (IC) e Instituto Médico Legal (IML) foram acionados e estiveram no local para realizar os primeiros levantamentos no corpo do jovem.
fonte aqui acontece

Assinada ordem de serviço para Requalificação do Largo de São Gonçalo, em Penedo

Roberto Miranda - aquiacontece.com.br
Com a assinatura, empresa vencedora da licitação pode dar início à obra que vai custar R$ 8 milhões
partir  desta quarta-feira (29), a empresa vencedora da licitação já pode iniciar a obra de ‘Requalificação do Largo São Gonçalo, Centro Histórico de Penedo. A ordem de serviço para início foi assinada em cerimônia que ocorreu no gabinete do prefeito de Penedo, Marcius Beltrão (PDT). 
A oficialização contou a presença de diversas autoridades, entre elas, o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPAHN), em Alagoas, o arquiteto penedense Mário Aloísio Barreto, que destacou a importância do projeto para Penedo.
“De início quero destacar a elaboração dos projetos desenvolvidos pela Prefeitura de Penedo, que teve como coordenador o engenheiro Ronaldo Lopes (PMDB) e o Escritório de Projetos. Está obra vai ter uma ação de intervenção muito grande. Todo o mobiliário urbano empregado será de boa qualidade, saneamento e drenagem. Vamos trabalhar para resgatar o amor pela cidade”, garantiu o superintendente.
Com as melhorias no comércio de Penedo, o IPHAN pretende dar início ao processo restauração das fachadas dos prédios comerciais. “Quando aconteceu o tombamento, os prédios já estavam descaracterizados. Com o projeto do Largo de São Gonçalo, vamos dar início ao processo de recuperação das fachadas. Claro, que isso precisa da participação dos empresários”, pontuou Mário Aloísio.
Ainda na cerimônia, o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão (PDT), agradeceu a parceria do IPHAN ao longo dos anos, o que tem contribuído com a preservação do patrimônio arquitetônico da cidade.
“Com a parceria IPAHN e Prefeitura, a cidade só tem a ganhar. São nove obras maravilhosas para nossa cidade. Além do grande projeto ‘Centro de Convenções’ que vai dotar Penedo de centros de convenções espalhados pelo Centro Histórico e antigo Cine São Francisco, que será totalmente recuperado e vai passar a ter capacidade para mil lugares. Os prédios públicos serão restaurados e, ainda vão ganhar funcionalidade, gerar recursos. O órgão é um grande parceiro na preservação do nosso patrimônio”, comemorou Beltrão.
Cortesia - PMP
Importante projeto abrange toda à Avenida Floriano Peixoto e ruas próximas
Penedo foi contemplada no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 02 das Cidades Históricas), com mais de R$ 20 milhões para obras de reestruturação, qualificação e reforma. E essa que teve a ordem de serviço assinada nesta quarta (29), vai custar R$ 8 milhões.
“Essa obra é uma das mais importantes da nossa cidade. A Requalificação do Largo de São Gonçalo vai contribuir muito com o turismo. O Centro Histórico vai ganhar muito. O projeto inicia na Associação Comercial e abrange a Floriano Peixoto, Rua e Travessa Joaquim Nabuco, Travessa Batista Acioly e Gomes de Assunção. Esses logradouros vão receber intervenção. E a travessa Batista Acioly vai virar calçadão e a Joaquim Nabuco até o estacionamento nos fundos do Bradesco também. Já na próxima semana, a empresa TEC Engenharia começa a montar o canteiro de obras que ficará próximo a rampa da delegacia”, adiantou o vice-prefeito de Penedo, também coordenador de obras estruturantes e do PAC, o engenheiro Ronaldo Lopes (PMDB).
Toda essa área vai receber embutimento de cabos, que serão subterrâneos. As tubulações antigas de água, ainda em amianto, vão ser substituídas por pvc. O calçadão será todo em granito com 4 centímetros, além de receber projeto paisagístico. A Travessa Joaquim Nabuco será alargada, do lado esquerdo sentido Banco do Brasil. As casas serão demolidas depois de indenização aos donos dos imóveis. E a Avenida Duque de Caxias, o sentido do trânsito será retomado ao anterior, sem a necessidade de virar a esquerda no posto BR.
A equipe técnica da Prefeitura ainda vai definir nos próximos dias por onde a obra vai iniciar, em acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPAHN) e TEC Engenharia. O mais provável que tenha início pela Avenida Duque de Caxias. Desta forma, poderá interferir o mínimo possível durante o perídio de final de ano, quando o comércio é aquecido.
Projetos aprovados no PAC 2
1 - Requalificação urbana do Largo de S. Gonçalo; LIBERADA PARA INÍCIO.
2 - Teatro Sete de Setembro;
3 - Marina Pública;
4 - Cine Penedo;
5 - Montepio dos Artistas;
6 - Círculo Operário; EM EXECUÇÃO.
7 - Biblioteca de Penedo; EM EXECUÇÃO.
8 - Chalet dos Loureiros;
9 - Cais da Marina de Penedo;
Total: R$ 20.887.000,00.
Ministério do Turismo, por emenda do deputado Renan Filho (PMDB)
1 - Transformação do Cine São Francisco em Centro de Convenções, para mil lugares;
Total: 4.957.830,25.
por Roberto Miranda

Comando Geral da PM vai apurar denúncias de esquema de corrupção

 - Deixe seu comentário
Comando Geral da PM
Comando Geral da PM (Foto: CortesiaAlagoas24h)

A Corregedoria da PMAL já abriu procedimento administrativo para apurar a responsabilidade dos policiais envolvidos nos fatos denunciados, tendo um prazo de 30 dias podendo se estender por mais 15 para a finalização, e também instaurou inquérito policial militar para apurar a possível prática de crime militar por parte policiais apontados, tendo 40 dias podendo ser prorrogado por mais 20 para apresentar relatório final sobre os atos denunciados. 
O Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas já está tomando as providências legais para apurar as denúncias feitas pelo sargento PM José Hamilton Alves Bezerra sobre um suposto esquema criminoso responsável por crimes de extorsão, desvio de combustíveis e desmanche de carros, que teria o major PM Mário Xavier como chefe do suposto esquema.
O comandante-geral da PMAL, coronel Marcus Vinícius, afirma que a corporação não compactua com atos que vão de encontro à integridade moral de seus policiais e reitera que as denuncias serão rigorosamente apuradas. Visando preservar os militares, ambos foram afastados dos cargos que ocupam e assim permanecerão até o final das apurações.
Por: Assessoria

Galeria de fotos

Perícia acha fios de cabelo em veículo que atropelou estudanteLaudo vai subsidiar o inquérito policial; condutor se apresentou um dia depois de acidente que vitimou garoto
Gazetaweb

Matéria(s) relacionada(s)

27
O veículo que atropelou o adolescente Fabrício Jorge Cavalcante de Melo, de 13 anos, na Avenida Fernandes Lima, na última segunda-feira (29), passa por perícia nesta manhã, na sede da Delegacia de Acidentes. O Instituto de Criminalística (IC) constatou cabelo preso no vidro quebrado do carro, localizado no início da noite de ontem, no Tabuleiro do Martins, e o motorista José Wellington Pacheco se apresentou à Polícia Civil poucas horas depois.

A perícia aconteceria na sede da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), na Santa Amélia, onde estava desde que foi apreendido, mas o veículo foi levado para a sede da Delegacia de Acidentes, no Prado, onde integrantes da Perícia Oficial fazem um procedimento padrão para subsidiar o inquérito.

O delegado Antônio Carlos Lessa informou, nesta quarta-feira (29), que não pedirá a prisão preventiva do condutor do veículo. De acordo com ele, José Wellington deverá responder em liberdade, após ter se apresentado acompanhado do advogado e prestado os esclarecimentos necessários após o prazo previsto por lei para configurar casos de flagrante.

“O motorista se apresentou aqui ontem, dei início ao depoimento e o liberei. As investigações continuam, mas não posso confirmar, ainda, se pedirei a prisão dele. A perícia vai ajudar nas investigações do caso”, informou o delegado à reportagem.

O funcionário público José Wellington Pacheco se apresentou nessa terça (28) e confessou que dirigia o Nissan March, de cor branca e placa OHK 4215, no momento em que o veículo atropelou o adolescente Fabrício Jorge Cavalcante de Melo. Ele prestou esclarecimentos à polícia e alegou que estava "com pressa" e, por isso, teria furado o sinal vermelho.

O suspeito não quis falar com a imprensa, mas o advogado dele, Gustavo Henrique de Mendonça, explicou que ele não se apresentou antes porque estava com o “estado emocional degradante e sob efeitos de psicotrópicos”.
Polícia tenta identificar dois suspeitos na morte de professorCorpo de José Erisvaldo dos Santos foi encontrado com várias perfurações provocadas por golpes de faca, em Teotônio Vilela
Gazetaweb
As equipes da Polícia Civil de Teotônio Vilela realizam diligências no sentido de identificar e prender outros dois suspeitos envolvidos na morte do professor José Erisvaldo dos Santos, 41, no conjunto Portelinha, em Teotônio Vilela, no último dia 20. Um dos suspeitos, identificado como José João, de 22 anos, foi preso depois de roubar um celular e assaltar um estabelecimento comercial da região.

De acordo com os agentes, José João revelou, em depoimento, a participação de outras pessoas no crime. No entanto, segundo a polícia, nenhuma outra informação pode ser repassada, a fim de não prejudicar as investigações, 'que estão perto de sua conclusão'.

O corpo foi encontrado com várias perfurações que teriam sido provocadas por golpes de faca, depois de vizinhos passarem pela residência da vítima e avistarem sangue escorrendo pela porta da frente. No local, havia sinais de arrombamento e de luta corporal.

Uma das testemunhas chegou a contar à polícia que ouviu gritos de socorro durante a madrugada, apesar de não ter conseguido identificar de onde partiu o chamado. A vítima quase teve o pescoço degolado e estava despido quando os policiais chegaram ao local do crime - investigado pelo delegado Thomaz Acioly.

Há a suspeita de que o crime tenha relação com a opção sexual da vítima. Edvaldo era professor na Escola Estadual José Aprígio Vilela e coordenador diocesano da Pastoral da Juventude na cidade de Teotônio Vilela.
Comissão pede o trancamento de ações contra Dudu e Marcelo VictorRelator é o deputado Sérgio Toledo, que defende legalidade dos pedidos; 'Meu parecer não diz quem é culpado ou inocente'
Jonathas Maresia

Na próxima semana, a Assembleia Legislativa de Alagoas vai analisar o parecer da Comissão de Ética que pede o trancamento, no Tribunal de Justiça, da ação penal contra os deputados estaduais Dudu Hollanda (PSD) e Marcelo Victor (Pros). Os pedidos foram apresentados pelos partidos dos parlamentares e, caso sejam aprovados, as ações ficarão suspensas até o fim do atual mandato.

O deputado Sérgio Toledo (PDT), relator dos pedidos, defendeu que as solicitações tiveram os pareceres favoráveis diante da jurisprudência, além dos dispositivos legais que garantem foro privilegiado aos parlamentares. "Não há dúvida quanto à legalidade dos pedidos. Porém, o meu parecer não estabelece quem é culpado ou inocente. Trata-se de uma questão que será discutida futuramente na Justiça", afirmou o pedetista, que também não quis fazer juízo de valor sobre se o trancamento seria imoral.

Com o parecer favorável da comissão, os pedidos devem ser analisados pelos deputados na próxima semana, durante sessão ordinária. Contudo, para que haja o trancamento, a matéria precisa ser aprovado por pelo menos 2/3 dos parlamentares que se fizerem presentes.

Já o presidente da ALE, deputado Fernando Toledo (PSDB), afirmou considerar a medida legal. "Não é nenhuma novidade. Há a prerrogativa e os deputados serão assistidos com base no que dispõe a lei. E já tivemos outros casos semelhantes a estes", avaliou o tucano.

Dudu Hollanda é julgado em ação penal após ser denunciado pelo Ministério Público no episódio envolvendo o ex-vereador por Maceió Paulo Corintho, que teve parte da orelha decepada após ser agredido numa casa de eventos no bairro Jaraguá, em 2010.

Já Marcelo Victor também foi alvo de ação do Ministério Público devido à posse de armas de fogo e munições de uso restrito. Em 2009, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça chegou a expedir mandado de busca e apreensão contra o deputado, que alega ser adepto do tiro esportivo, mas acabou indiciado pela Polícia Federal durante a Operação Taturana.

O mesmo procedimento, pela Assembleia Legislativa, favoreceu o governador Teotônio Vilela Filho (PSDB), denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) como integrante do esquema de corrupção desbaratado em 2007, na Operação Navalha, da Polícia Federal, que beneficiava o empresário Zuleido Veras. Isso porque os deputados impedirem o seguimento da ação penal instaurada contra ele, que teria recebido R$ 500 mil em propina da construtora Gautama.
fonte gazetaweb
Homens são presos com drogas na Grota São Rafael, no JacintinhoDe acordo com o Bope, eles teriam sido flagrados com quase dois quilos de maconha e bombinhas de crack
Gazetaweb
Dois homens foram presos sob a acusação de tráfico de drogas na noite desta quarta-feira (29), na Grota do Rafael, localizada no bairro Jacintinho, em Maceió. De acordo com a Polícia Militar de Alagoas, eles foram flagrados com quase dois quilos de maconha e bombinhas de crack.

Segundo a polícia, Cícero Ferreira dos Santos, de 44 anos, e Jackson Júnior Santos, de 20 anos, teriam sido abordados durante uma blitz de rotina por policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope).

"Nosso trabalho é feito nas grotas, onde a tropa comum não atua, principalmente nas grotas com altos índices de criminalidade, sobretudo, homicídios", ressaltou o tenente-coronel do Bope, Túlio Roberto.

Os suspeitos foram encaminhados para Central de Flagrantes, no bairro do Farol, onde foi realizado o flagrante.
fonte gazetaweb

Perseguição política em Monteirópolis cai em rede social

Facebook serve de ferramenta para os "sem voz" fazerem denuncias políticas.
Por Augusto Ferreira
Não é de hoje que o prefeito de Monteirópolis, Elmo Medeiros, passa por apuros em sua administração. Muitas promessas, quase todos impossíveis de se realizarem, foram lançadas a fim de conquistar os votos dos eleitores.
Dentre essas promessas o proprietário de uma barraca que comercializava lanches, Haniery Silva Souza, foi garantido pelo prefeito que podia atuar na praça com o seu empreendimento até quando ele desejasse. O lucro da barraca era o único meio de renda do jovem.
Inesperadamente  Haniery recebeu um ultimato de que em 5 dias tinha que deixar o local onde trabalhava. No último dia 28 de outubro foi despejado pela prefeitura. A sua irmã Leila Souza alega que o fato é uma perseguição política.
Segundo Leila, que foi candidata a vereadora pela coligação do prefeito Elmo, o fato dela não ter apoiado os candidatos do prefeito nas últimas eleições, vieram as perseguições. E quem está pagando o preço é seu irmão, que não tem nada haver com a história. “Em todos os lugares que ele me via, o prefeito, dizia que queria falar comigo e eu sempre respondia, o senhor sabe onde eu moro”, completou.
A conversa que o prefeito queria era convencê-la a está junto na campanha política. Para Leila, não acompanhou o prefeito porque ele não está cumprindo com o que prometeu na campanha. "Ele não está gerando emprego, nem cumpre com o que prometeu”, ressaltou.
Esse não é o primeiro caso de perseguição política na atual gestão. Agentes comunitários de saúde já foram ameaçados com transferências de setor de trabalho. Professores são frequentemente transferidos de um povoado a outro para trabalharem. “Como não podem demitir, porque são concursados, a forma de maltratar é com as transferências e ameaças”, completa Leila.
Como forma de protesto e indignação a irmã de Haniery, Leila Souza, resolveu ir às redes sociais e fazer a denuncia. Já são centenas de comentários e compartilhamento do seu post. Agora o lugar onde funcionava a lanchonete serve para estacionamento irregular de motos.
fonte minuto sertão

Advogado ajuíza pedido de soltura de delegada autuada por tentativa de homicídio




Por Redação
Delegada Tereza Ramos
Adepol
O advogado Fernando Maciel ajuizou, nesta quarta-feira (29), o pedido de relaxamento de prisão da delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher, Tereza Ramos,que está detida desde a última segunda-feira (27) após ser autuada  pelo crime de tentativa de homicídio contra o namorado, o policial civil Jeferson Gomes da Silva.
À reportagem do CadaMinuto, a defesa informou que o pedido será julgado pelo juiz João Silas da Silva, da 8ª Vara Criminal da Capital, cuja sentença pode ser deferida em um ou mais dias, ainda sem previsão. A delegada está detida na Central de Flagrantes, no bairro Farol.
O caso
Na manhã da segunda-feira (27), o policial civil Jeferson Gomes da Silva foi levado para um hospital particular após ser baleado. A namorada dele, a delegada Tereza Ramos, é apontada como a responsável pelos disparos, de acordo com a Polícia.
As primeiras informações deram conta de que a discussão entre o casal, ocorrida no apartamento da delegada no bairro do Farol, teve início por conta da recusa de Tereza em entregar chaves de um carro para o agente. Segundo a defesa, ela alega que os tiros foram disparados de forma acidental depois de uma discussão entre ela e o namorado.

fonte cada minuto