Radio Antena FM

Radio Antena FM
(Clique na imagem e assista e ouça ao vivo)

Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

terça-feira, 30 de junho de 2015

Presos filmam tortura a rival dentro de penitenciária no interior do RNAgredido no dia 5 de junho, preso chegou a ficar uma semana internado. Direção abriu sindicância e teve acesso a vídeo neste domingo (28).
Do G1 RN
A direção da Penitenciária Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o Pereirão, está analisando um vídeo que foi gravado por presos da unidade na tentativa de identificar os responsáveis por torturar um detento rival, fato ocorrido no dia 5 de junho dentro de um dos pavilhões da unidade. O presídio fica em Caicó, na região Seridó do Rio Grande do Norte.

As imagens chegaram ao diretor da penitenciária, Alex Alexandre, neste domingo (28). O detento agredido teve o braço quebrado e sofreu ferimentos graves nas pernas. Os presos envolvidos na violência podem responder por tortura e até tentativa de homicídio.

De acordo com o diretor da unidade prisional, o detento Luciano Carlos de Medeiros foi imobilizado e amordaçado. Ele teve as pernas agarradas por vários presos enquanto era golpeado com um bastão de ferro. O preso também é ameaçado com uma serra, que não chega a ser utilizada.

Danificado pelos detentos durante a onda de rebeliões que aconteceu em março no sistema penitenciário potiguar, o Pavilhão E do Pereirão está sem celas, o que dificultou o acesso dos agentes penitenciários ao local. O diretor conta que foi necessário invadir o pavilhão para conseguir soltar o preso.

"Só não morreu porque chegamos rápido. Os presos não queriam retirá-lo. O rapaz ficou internado uma semana, fez uma cirurgia no braço e vai precisar fazer outra agora. Recebi a filmagem no domingo. Antes disso, fizemos duas revistas e não localizamos os instrumentos utilizados nem o celular usado para gravar a cena", relata Alex Alexandre. Aberta na época do crime, uma sindicância está em andamento para identificar os responsáveis pelas agressões. "Com o vídeo em mãos, já estamos trabalhando para identificar quem aparece nas imagens", conta.

O diretor acrescenta que o Pavilhão E é ocupado por detentos que integram uma facção criminosa com atuação no estado. O espaço tem atualmente 70 presos. "Ouvimos o preso agredido, mas ainda não sabemos o que motivou a tortura", encerra.

Australiano envolvido em triângulo amoroso esmaga carro de rival

Homem foi preso acusado de danos materiais em Darwin. Ele mantinha triângulo amoroso com mulher e dono de carro amassado.

Ele mantinha triângulo amoroso com mulher e dono de carro amassad (Foto: Reprodução/Facebook/Renrut Ruhtra Trebor)
Ele mantinha triângulo amoroso com mulher e dono de carro amassad (Foto: Reprodução/Facebook/Renrut Ruhtra Trebor)
Um australiano envolvido em um triângulo amoroso foi preso depois que esmagou o carro de um rival com uma caminhonete em Darwin, no Território do Norte, na Austrália. Robert Turner passou com seu Toyota Land Cruiser por cima de um sedan estacionado.
Em seguida, Turner postou uma foto nas redes sociais em que aparece comemorando o feito. Ele acabou acusado de danos materiais e de dirigir um veículo sem registro, além de outros crimes. Ele terá que comparecer em uma audiência no tribunal no dia 8 de julho.
Segundo a imprensa australiana, o homem de 29 anos estaria envolvido em um triângulo amoroso com o dono do veículo amassado, Sean Pradier, e uma mulher. Tanto Sean quanto a mulher negaram qualquer envolvimento romântico com o suspeito.
Fonte: G1

Homens armados invadem casa lotérica em Igaci e mulher é feita refém

Ação realizada na manhã desta terça-feira (30) deixou a população assustada. Polícia corre atrás dos assaltantes.

(Foto: Reprodução/Vídeo)
(Foto: Reprodução/Vídeo)
Armados com revólveres, três homens assaltaram uma casa lotérica na manhã desta terça-feira (30), em Igaci. Eles levaram dinheiro dos caixas e fizeram uma mulher de refém.
De acordo com a polícia local, idosos e crianças estavam na agência durante o assalto. Os criminosos fugiram utilizando um Honda Civi de cor preta e liberaram a jovem. O destino tomado, bem como a quantia em dinheiro, não foi informada.
A ação foi filmada pelas câmeras de segurança que deverão ajudar na identificação do trio. A polícia realiza rondas na região em busca dos assaltantes.

Após recusar semiaberto, Suzane Richthofen quer progressão de regime

Presa condenada por matar os pais havia recusado benefício em 2014. Com possibilidade de ser mantida em Tremembé (SP), ela fez pedido.

André Vieira/Marie ClaireSuzane quer regime semiaberto, diz defensor
Suzane quer regime semiaberto, diz defensor
Depois de recusar a progressão de regime em agosto de 2014, Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão por matar os pais em 2002, mudou de ideia. No último dia 11, ela foi ouvida pela Vara de Execuções Criminais (VEC) a pedido do Tribunal de Justiça de São Paulo e afirmou que quer cumprir o restante da pena no semiaberto. Ela está presa há 13 anos.
A informação sobre o pedido de progressão de regime é do defensor Rui Freire. Ele assumiu o caso há dez meses depois que o advogado Denivaldo Barnei foi destituído por Suzane. Freire recorreu da decisão da presa em novembro do ano passado e fez um novo pedido à Justiça.
A decisão de Suzane teria mudado após o surgimento de uma nova possibilidade de ser mantida na Penitenciária-1 de Tremembé (SP), onde está presa. Isso porque em abril, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) inaugurou um novo pavilhão para atender internas do regime semiaberto – o que traz a possibilidade de Suzane não ser transferida de unidade caso ganhe direito ao regime prisional mais brando. Atualmente a presa cumpre pena em regime fechado.
Na época em que recusou o direito de progredir de regime, Suzane alegou que temia por sua segurança caso tivesse que ser transferida – quando eram beneficiadas, as presas da P1 de Tremembé eram levadas para unidades do regime semiaberto.
“A preocupação dela era com a segurança. Esperamos que a ala de progressão fosse concluída para pedirmos a transferência para o semiaberto”, disse o defensor.
O promotor do Ministério Público que acompanhou o depoimento na VEC, Luis Marcelo Negrini, disse que Suzane foi orientada sobre a incerteza da permanência dela na unidade de Tremembé após a decisão sobre sua progressão. “Mesmo diante da possibilidade de sair da unidade, Suzane agora disse que deseja a progressão”, contou.
Mas ele afirmou que não considera a detenta apta para ir para o regime mais brando e que vai recorrer caso o benefício seja concedido. “Se uma pessoa apresenta características para faltar com a verdade e enganar as pessoas, isso de uma forma muito audaciosa, entendemos que ela deve permanecer no regime fechado ainda”, afirmou Negrini. Ele relembrou que no ano passado um laudo médico atestou que Suzane não tinha condições psicológicas de ir para o semiaberto.
Se tiver a progressão de regime autorizada pela Justiça, Suzane deve ter a primeira saída temporária autorizada em outubro, no Dia das Crianças.
Namorada
A detenta Sandra Regina Ruiz Gomes ‘Sandrão’, companheira de Suzane enquanto estiveram presas juntas em Tremembé, conquistou em março deste ano a progressão do regime fechado para o semiaberto. Ela foi transferida para a penitenciária feminina de São José dos Campos.
Fonte: G1

Estudante afirma ter sido espancado por militares do BOPE



Por Redação*

Foto: Arquivo Pessoal
O que seria mais uma noite de São João no estacionamento de Jaraguá, acabou em um grande problema para o estudante de direito, Fábio Moura. O jovem estudante afirmou que apenas se enconstou em uma viatura do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e acabou espancado por militares.
O fato teria acontecido na madrugada do último sábado, quando Fábio estava com amigos no estacionamento de Jaraguá, local das festas juninas de Maceió, quando esperava por amigos que haviam se dirigido ao banheiro, o jovem se encostou em uma viatura do BOPE, o que gerou toda a confusão.
Em sua rede social, Fábio explicou o acontecido. “Eu nem sabia que era uma viatura. O policial chegou e me perguntou se o encosto estava bom. Eu pedi desculpas e ele me mandou olhar para o carro, para que eu não mais esquecesse que aquele era um carro da polícia. Ele começou a gritar e eu disse que aquilo era um abuso, quando fui agredido”, disse.
Após a primeira agressão, o jovem teria passado por uma série de constrangimentos e posteriormente jogado no mesmo lugar onde outras pessoas estavam detidas. Segundo o estudante, os militares ainda colheram seus dados, mas percebendo a injustiça, o liberaram.
Fábio Moura, de 20 anos, estava na companhia de amigos, que serviram como testemunha. Logo depois do acontecido, a vítima se dirigiu para a Central de Flagrantes, onde registrou Boletim de Ocorrência e depois passou pelo exame de corpo delito no Instituto Médico Legal (IML). Ainda nesta semana, o jovem prometeu procurar os Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Seccional Alagoas e o Ministério Público.
Em contato com a assessoria de comunicação, a reportagem foi informada que nenhuma notificação chegou ao comando da Polícia Militar. Apenas depois dessa notificação, o caso deverá ser levado para a corregedoria para apurar os fatos.

Justiça concede liberdade a sargento acusada de atirar em cantora dentro de bar

Juiz determinou que SMCCU e MPE apurem eventual transtorno causado por bar à população local


Por Vanessa Alencar

Foto: Géssika Costa/CadaMinuto/Arquivo
Cantora Elaine Kundera chora ao conversar sobre o episódio
A sargento da Polícia Militar, Léa Soares Ferro, acusada de atirar dentro de um bar localizado na Mangabeiras, atingindo a cantora Elaine Kundera, teve o pedido de liberdade provisória concedido pelo juiz Josemir Pereira de Souza, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL).
Em sua decisão, o magistrado arbitrou o pagamento, pela ré, de cinco salários-mínimos como fiança e determinou as medidas cautelares previstas: comparecimento trimestral em juízo; não mudar de residência, sem prévia permissão da autoridade judiciária competente; proibição de ausentar-se da Comarca por mais de oito dias, sem comunicar à autoridade judiciária competente o lugar onde será encontrado.
O juiz determinou ainda que a SMCCU e o Ministério Público Estadual (MPE/AL) apurem o eventual transtorno que o “Vou Ali” bar – palco da ocorrência - está causando a população local, bem como se o estabelecimento possui todos os documentos necessários para funcionamento.
Léa Soares foi presa em flagrante no dia 20 deste mês, acusada de disparo de arma de fogo, lesão corporal e ameaça. Segundo testemunhas, na noite do dia 19, a policial entrou no bar irritada com o volume do som alto e efetuou os disparos, atingindo de raspão a cantora que se apresentava no local.

Adolescente morre após brincar de "roleta russa"



Por Guilherme Carvalho Filho, com Aqui Acontece

CadaMinuto
Corpo foi recolhido ao IML
A Polícia Civil de Alagoas irá apurar a morte do adolescente Jefferson Santos de Matias, de 17 anos, ocorrida nesta terça-feira (30), no município de Atalaia, interior de Alagoas. De acordo com a delegacia local, há um forte indício que o jovem estava brincando de “roleta russa”.
Segundo a Polícia, ele estava acompanhado de amigos, que serão ouvidos pelo delegado de Atalaia. Jefferson Santos morreu antes de receber qualquer tipo de socorro médico.
O corpo do adolescente foi recolhido ao Instituto Médico Legal, após a perícia do Instituto de Criminalística.
Roleta russa
De acordo com um site de pesquisas, ” roleta russa” é um jogo de azar onde os participantes colocam uma bala em uma das câmaras de um revólver. O tambor do revólver é girado e fechado, de modo que a localização da bala é desconhecida. Os participantes apontam a arma para suas cabeças e atiram, correndo o risco eminente de morte.
*colaborador

Mulher acusa vizinho de tentar estuprá-la em via pública



Por Redação

Guilherme Carvalho Filho
Mulher acusa vizinho de tentativa de estupro em via pública
Alexandro dos Santos, de 39 anos, foi preso, na noite desta terça-feira (30). A denúncia foi realizada aos policiais do 1º Batalhão por sua vizinha, Silvana Silva Santos. Segundo ela, ele tentou estuprá-la na Rua Vereador José Caldas, no bairro da Ponta Grossa, em Maceió.
“Hoje pela manhã fui à Delegacia da Mulher, no Centro, e a delegada confeccionou um Boletim de Ocorrência em desfavor dele. A situação está insustentável”, afirma.
A vítima diz que Alexandro dos Santos está cometendo ameaças desde o começo do ano. “A sorte é que meu irmão estava passando na hora e impediu que ele fizesse algo”. Silvana Silva ressalta que espera que o acusado permaneça preso. “A Justiça tem que ser feita”.
O acusado está no Complexo de Delegacias Especializadas, em Mangabeiras. Ele será ouvido pela delegada plantonista. 
Mulher acusa vizinho de tentativa de estupro em via pública

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Governo decreta situação ‘anormal’ em 38 municípios afetados pela seca



ArquivoSituação de emergência
Situação de emergência
Após inúmeras iniciativas para amenizar o sofrimento dos moradores do Agreste e Sertão de Alagoas o governo do Estado decretou situação ‘anormal’ em 38 municípios alagoanos. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) na edição desta quinta-feira, 25. A intenção do governo, de acordo com o decreto, é combater a situações emergenciais nos municípios afetados com a estiagem prolongada e com poucos recursos hídricos no período de 180 dias.
Os municípios beneficiados são: Água Branca, Arapiraca, Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Canapi, Carneiros, Craíbas, Coité do Noia, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Inhapi, Igaci, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Lagoa da Canoa, Major Izidoro, Maravilha, Mata Grande, Minador do Negrão, Monteirópolis, Olho D’Água das Flores, Olho D’Água do Casado, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Pariconha, Piranhas, Poço das Trincheiras, Quebrangulo, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira e Traipu.
Leia também
Entre as iniciativas já anunciadas, está a destinação de recursos para o enfrentamento à seca e a desertificação no agreste e sertão alagoanos. Nenhuma medida foi anunciada para a seca e o assoreamento do Rio São Francisco, maior rio que corta o sertão em vários Estados.
As medidas anunciadas versam inclusive a construção de cinco mil cisternas em todo o Estado. O anúncio foi feito em março deste ano pela a ministra do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS) na companhia do governador Renan Filho (PMDB).
Esta situação de anormalidade é decretada poucos dias depois de Renan Filho anunciar R$ 20 milhões para o combate a seca. O anúncio foi realizado durante visita a Brasília onde foram alocados recursos para a continuação de obras, como o Canal do Sertão e a Adutora do Alto Sertão.

Justiça impede mãe de visitar filha de dois anos em hospital de Porto Alegre

Mulher de 38 anos não vê a criança desde maio; advogada recorreu.

Arquivo PessoalMãe diz que está há mais de 30 dias sem ver a filha
Mãe diz que está há mais de 30 dias
sem ver a filha
Valentina tem apenas dois anos e dois meses e não vê a mãe há mais de 30 dias. Desde maio, Neusa Padilha, de 38 anos, está impedida pela Justiça de entrar nas dependências do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, onde a filha está internada na UTI por conta de uma doença pulmonar.
Ao G1, a instituição divulgou um comunicado oficial sobre o caso, em que diz que “a decisão da proibição da entrada da mãe foi tomada com respaldo judicial, conforme a legislação vigente”. O hospital alega que a mulher tem um “comportamento inadequado”, mas não deu mais detalhes e limitou-se ao comunicado para falar sobre o assunto. A advogada da mãe espera reverter a situação nos próximos dias.
“Me proibiram de ficar com ela. De março a maio, eu ficava só no horário de visita. Agora nem isso. É triste. É muito revoltante”, desabafa a mãe. Sem poder ir ao hospital, ela espera em casa por notícias da filha, levadas pelo marido, que pode entrar na UTI. O casal é de Santa Catarina e se mudou para Canoas, na Região Metropolitana, no fim do ano passado.
Gisele Dias, advogada da mãe de Valentina, diz que a cliente tinha o hábito de questionar médicos e enfermeiros sobre o estado de saúde da filha, “como qualquer mãe”. Diante da proibição de visitas, a defensora ingressou com medida cautelar pedindo que elas fossem retomadas, mas a Justiça aceitou os argumentos do hospital e indeferiu o pedido. A advogada já entrou com recurso.
Nascida em abril de 2013, Valentina viveu a maior parte do período em uma cama de hospital. No nono dia de vida, teve uma bronquiolite e foi internada em uma instituição em Itajaí. Logo o quadro evoluiu para pneumopatia fibrosante crônica: os pulmões pararam, e ela só consegue respirar com auxílio de aparelhos.
Transferida para a capital gaúcha em 26 de dezembro de 2014 por ordem judicial, Valentina está em tratamento e atualmente tem quadro estável. Ela está em uma área de isolamento na UTI e está bem, embora inspire cuidados. A menina precisa de um transplante de pulmões, mas médicos dizem que a pouca idade é um risco.
Impasse financeiro
Desde a determinação judicial sobre a transferência de Valentina, a vida do casal mudou. O pai, que trabalhava como pedreiro, largou o emprego para acompanhar a rotina da menina no hospital. A família diz passar por dificuldades financeiras e enfrenta outro impasse envolvendo a instituição.
Segundo a advogada Gisele Dias, a menina teria de ser internada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Hospital da Criança Santo Antônio, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Entretanto, à época os leitos estavam lotados, e a menina foi parar no Moinhos de Vento, que é particular.
“Ela deu entrada no hospital em dezembro do ano passado, como paciente particular, mas estava no período de carência do plano de saúde. Isso gerou uma dívida milionária, que agora o hospital está cobrando”, detalha ela. O valor gira em torno de R$ 397 mil.
A defensora diz que a família não tem como quitar a dívida. “Em 27 de fevereiro encerrou o plano de carência e agora o plano de saúde está custeando”, completa.
Em função do impasse, o hospital tentou uma transferência para uma instituição de São Paulo, mas a mãe não aceitou. “Na ocasião, a menina estava em estado grave, entubada. Havia ainda outros custos, de transporte, habitação”, justifica a advogada.
Corrente na web tenta ajudar
Comovidos pelo caso de Valentina, um grupo organizou ações para levantar recursos para a família. Uma página no Facebook (Ajuda a Valentina) foi criada e já conta com mais de 73 mil curtidas. Famosos como o cantor e apresentador Netinho e o ex-técnico do Grêmio e da seleção brasileirão Luiz Felipe Scolari entraram na campanha. O treinador campeão do mundo pelo Brasil fez um vídeo para ajudar a menina.
“Abraço, Valentina. Te cuida, te recupera, a gente está torcendo por ti. Assinei um abrigo meu, com um autógrafo, e a gente vai fazer uma rifa, vai tentar te ajudar dessa forma”, disse o treinador ainda quando dirigia o Grêmio.
Fonte: G1