Radio Antena FM

Radio Antena FM
(Clique na imagem e assista e ouça ao vivo)

Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

terça-feira, 28 de março de 2017

Tiroteio em velório deixa um morto e feridos no sertão de AL

Pão de Açúcar NotíciasArnóbio chegou a ser socorrido, mas morreu
Arnóbio chegou a ser socorrido, mas morreu
Um homem foi assassinado a tiros nesta segunda-feira (27) quando participava de um velório na Rua Campo Grande, bairro Cohab, na cidade de Pão de Açúcar, no sertão do Estado. Arnóbio da Silva participava do velório de uma criança que se afogara no domingo (26) quando foi surpreendido por dois homens que chegaram ao local em uma motocicleta e abriram fogo contra a vítima.
Segundo relato de testemunhas, a vítima estava na porta da residência no momento do crime e ainda tentou correr, mas foi alcançado pelos assassinos e alvejado com vários disparos. O homicídio provocou terror entre as pessoas que estavam no local, dando início a um tumulto.
Uma grávida foi atingida de raspão pelos disparos, mas não corre risco de morte. Há relatos de quem em meio ao pânico, um amigo da vítima, teria efetuado disparos contra os assassinos sem, contudo, atingi-los fatalmente. A vítima chegou a ser encaminhada a uma unidade de saúde da cidade, mas morreu devido à gravidade dos ferimentos.
O crime chocou a população e deve ser investigado pela polícia judiciária. O corpo foi encaminhado ao IML de Arapiraca para os procedimentos cabíveis.

Com a baixa do Rio São Francisco, pescadores acham carro de boi do século XIX



Correio Notícia / Cortesiacarro de boi2
Cada vez mais seco, o Rio São Francisco garantiu uma surpresa aos moradores do povoado Ilha do Ferro, em Pão de Açúcar. Um carro de boi similar aos que eram produzidos em meados do século XIX foi encontrado no rio neste domingo (26).
De acordo com testemunhas, pescadores realizavam uma série de mergulhos na região quando encontraram o carro. O eixo de ferro e os aros nas rodas, além do formato do veículo, atrairam a atenção dos moradores que nunca viram nada parecido.
Com a baixa do rio, esse tipo de “achado” está se tornando cada vez mais frequente. Segundo os mesmos moradores, parte de um barco antigo que teria afundado no rio vez por outra fica exposto.

Homem é queimado no meio da rua em Porto Alegre

Vídeos feitos por populares mostram o fogo tomando o corpo em meio aos curiosos

Reprodução/Twitter/Brigada Militar do RSVídeos feitos por populares mostram o fogo tomando o corpo em meio aos curiosos.
Vídeos feitos por populares mostram o fogo tomando o corpo em meio aos curiosos.
Mais uma vez a criminalidade foi o destaque do final de semana dos gaúchos. Com 25 mortes violentas -17 delas por homicídio-, o Rio Grande do Sul segue na guerra contra o crime. Entre os casos mais impactantes, o de um homem queimado no meio da rua em Porto Alegre, nesse último domingo (26).
A vítima, que ainda não pode ser identificada, foi encontrada em chamas por populares no bairro Restinga, zona Sul da Capital. Conforme testemunhas, o caso ocorreu em meio a uma via movimentada, em local próximo a crianças. Vídeos feitos por populares mostram o fogo tomando o corpo em meio aos curiosos.
A polícia chegou ao local e confirmou a morte. Com a chegada da perícia foi constatada a execução prévia da vítima com diversos disparos de arma de fogo. Além disso,  teve as mãos e os pés amarrados. Como o corpo já estava carbonizado, a identidade do indivíduo apenas será confirmada através de exame de DNA.
Dadas as características do caso, a hipótese mais plausível é de execução. Casos semelhantes já foram registrados recentemente em Porto Alegre e, na maior parte das vezes, tem relação com a guerra do tráfico. A polícia não tem suspeitos para a autoria do crime.
Fonte: Ananda Müller /Terra

Italiano mata filhos a marteladas e pula de penhasco

Caso ocorreu nesta segunda-feira, 27, em Trento, e escandalizou o país

Duas crianças foram encontradas mortas nesta segunda-feira (27) em um apartamento em Trento, na Itália. A polícia acredita que os bebês de 2 e 4 anos de idade tenham sido assassinados a marteladas pelo próprio pai, que se suicidou pulando em um penhasco.
O caso ganhou destaque em toda a imprensa italiana nesta manhã e gerou grande repercussão nas redes sociais. A mãe das crianças. Sara Failla, foi quem deu o alerta para a polícia e agora passa por interrogatório. O corpo do pai, identificado como Gabriele Sorrentino, um ex-policial que trabalhava atualmente como operador financeiro, foi achado em um penasco de Sardagna, uma zona montanhosa que fica a 10 minutos de carro do centro de Trento.
Ele teria se jogado de uma rocha que fica perto do Hotel Panorama, estrutura turística em estado de abandono. O carro do italiano foi encontrado na zona. O casal teria outra filha, uma menina de 13 anos, que estaria em viagem escolar e, portanto, não presenciou o crime.
Vizinhos do italiano contaram que ele “aparentava ser uma pessoa normal” e tinha intenção de comprar o imóvel onde o crime ocorreu. O apartamento fica em um condomínio no bairro de Albere projetado pelo renomado arquiteto Renzo Piano.
A mãe confirmou a versão, relatando que o documento de compra do imóvel deveria ser assinado hoje. Ela teria deixado os filhos com o marido por um momento enquanto resolvia assuntos na rua e encontrou as crianças mortas ao voltar para casa.
A polícia investiga as motivações do crime e se o italiano passava por dificuldades econômicas, inclusive relacionadas com a compra do apartamento.
Fonte: Terra

quinta-feira, 23 de março de 2017

Um morre e outros dois são presos durante operação em Canapi

PM/AL1
Uma pessoa morreu e outras duas foram presas na manhã desta terça-feira, 21, durante uma operação da Polícia Militar na cidade de Canapi, no sertão alagoano. As prisões e morte ocorreram após uma denúncia anônima e contou com militares do serviço de inteligência, do Pelopes e do GPM de Poço das Trincheiras.
Na ocasião, Roberval Oliveira dos Santos não resistiu aos ferimentos e entrou em óbito a caminho do Hospital Regional de Santana do Ipanema após trocar tiros com a polícia. As informações dão conta que a vítima após a troca de tiros chegou a tombar em área de caatinga.
Ainda foram presos Denival Correia Alves, de 52 anos, e Edvete Maria dos Santos, de 44 anos. Ele foram conduzidos para o 40º Distrito Policial de Ouro Branco onde estão sendo autuados por roubo, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, entre outros delitos.
Segundo a polícia, com os acusados foram apreendidos 62 bananas de dinamite; quatro armas de fogo, sendo dois fuzis “Mosquefal” de calibres 7,62, uma espingarda calibre 12 e uma pistola Imbel 9 mm; três quilos de maconha; três rolos de pavio “fio”; duas máscaras antigás; seis pares de luvas; quatro pacotes de liga; 73 munições 7,62 mm; um carregador com 13 munições 9 mm; 61 munições calibres 5,56 mm; 13 munições calibres 12 e uma munição calibre 30; um carregador de fuzil 5,56 mm; 20 espoletas de detonação; um aparelho celular e seis pares de luvas.


Homem mata namorado a marteladas após descobrir suposta traição

DivulgaçãoÁlvaro (à esquerda) foi morto a marteladas
Álvaro (à esquerda) foi morto a marteladas
Um homem matou o companheiro de 60 anos com várias marteladas na cabeça, na noite desta quarta-feira (22), dentro de uma casa em Guarujá, no litoral de São Paulo. O autor do homicídio fugiu após o crime e ainda não foi preso. De acordo com informações obtidas pelo G1, a suspeita é que o crime tenha sido motivado por uma suposta traição.
De acordo com informações da Polícia Militar, a corporação foi acionada pelo 190, por volta das 21h30, para atender um caso de uma briga entre um casal na Rua Bernardete Pereira de Mello, na Vila Zilda. Quando a equipe chegou ao local, Álvaro Luiz dos Reis Dias, de 60 anos, foi encontrado caído no chão do quarto com vários buracos na cabeça.
Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, o companheiro dele, identificado como Leonardo, teria desferido golpes em Álvaro, utilizando um martelo, e depois fugiu. Além dos dois, um jovem que morava com eles foi ouvido pelos policiais e alegou não ter visto nada. A versão do rapaz será investigada antes que a participação dele no crime seja descartada.
A Polícia Militar acionou o SAMU, que constatou a morte de Álvaro ainda no local. A Polícia Militar apreendeu o martelo e o celular da vítima. O caso foi encaminhado a Delegacia Sede de Guarujá. Por enquanto, o autor do homicídio ainda não foi preso. Outros depoimentos devem ser colhidos nos próximos dias para que o caso seja totalmente esclarecido.
Fonte: G1

Homem confessa estupro de idosa de 70 anos em Major Izidoro

Ascom PCAntônio Pinheiro da Silva, 44 anos, conhecido como “Pelé”.
Antônio Pinheiro da Silva, 44 anos, conhecido como “Pelé”.
Policiais civis da Gerência de Polícia Judiciária da Região 4 (GPJ-4), comandados pelo delegado Cícero Lima, prenderam nesta terça-feira (21), um homem identificado como Antônio Pinheiro da Silva, 44 anos, conhecido como “Pelé”, acusado de estuprar uma idosa – Vandete Rosa da Conceição, de 71 anos.
A prisão aconteceu, depois de dois dias de diligências, no Sítio Baxio, zona rural de Caçimbinhas, no Sertão de Alagoas, onde ele se escondeu depois do crime.
Ao ser interrogado, “Pelé” contou que conhece a vítima, conhecida também como “Gilvanete”, há seis anos, e que costumava andar na companhia de um filho dela, de nome Fernando.
Em junho deste ano, armado de um canivete, foi até a residência da anciã, pois sabia que ela guardava dinheiro, em espécie, na casa.
Ele esclareceu que sabia que a idosa estava sozinha, pois Fernando tinha viajado para o estado de Santa Catarina.
Após bater na porta, disse para Vandete: “Quero você”, e a mulher gritou para ele sair de sua porta, chamando-o de homossexual.
“Pelé” narra ter empurrado a porta debaixo, e após pegar a vítima por trás, segurando o canivete em seu pescoço, derrubou-a no chão e manteve relações com ela à força.
Dias depois, ao saber que a idosa tinha procurado a polícia, fugiu para o Sítio Baxio, onde ficou escondido até ser localizado pelos policiais civis.
O acusado teve prisão temporária decretada pela Justiça.
Fonte: Ascom/PC

Mulher fura outra com cabo de guarda-chuva em Junqueiro

Ilustraçãoguarda-chuva
Uma agressão atípica foi registrada na noite da quarta-feira (22), na Rua José Pereira, Centro de Junqueiro. Uma mulher é acusada de agredir outra usando o cabo de um guarda-chuva. As lesões foram tão graves que a vítima foi conduzida a Unidade de Emergência do Agreste com perfurações no corpo.
A Polícia Militar informa que a autora da agressão é uma mulher de 39 anos, identificada como Milena Maria dos Santos, que também reside em Junqueiro e acabou detida e autuada em flagrante por lesão corporal.
A vítima – que terá o nome preservado – tem 21 anos e recebeu atendimento médico.