Radio Antena FM

Radio Antena FM
(Clique na imagem e assista e ouça ao vivo)

Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

sábado, 3 de junho de 2017

Pipeiros flagrados jogando água fora são notificados pelo Exército no Sertão
Coordenador da operação Carro-Pipa disse que procedimento foi aberto para apurar conduta.
Por Gazeta Web |
2 de junho de 2017 às 12:04
Dois pipeiros flagrados por uma mulher em um vídeo despejando vários litros de água na cidade de Pariconha, no Sertão de Alagoas, foram notificados pelo Exército Brasileiro para dar as explicações necessárias sobre o procedimento que recebeu diversas críticas nas redes sociais. Eles fazem parte da Operação Carro-Pipa, coordenada no estado de Alagoas por militares do Exército. Em média, os veículos flagrados pela mulher têm capacidade para 10 mil litros.

No vídeo, é possível observar que, apesar do clima aparente de chuva, a mulher que faz o flagrante classifica como “inaceitável” a atitude dos pipeiros, visto que, há poucos dias atrás, milhares de pessoas no interior de Alagoas estavam passando sede. Ela faz uma ponderação ainda no sentido de que água poderia ser despejada em um trecho do Canal do Sertão, localizado a poucos metros do local.

“(…) não é porque voltou a chover que vocês podem fazer isso, minha gente. Lembre que as pessoas estavam passando sede até pouco tempo aqui, em Alagoas. Deus nos mandou essa chuva, mas é preciso fazer o uso consciente dessa água. Por que vocês não despejam no Canal do Sertão? Façam isso”, alertou a mulher que, apesar de não ter sido identificada, teve a postura elogiada.


De acordo com o coordenador da Operação Carro-pipa em Alagoas, capitão do Exército Adelino, os pipeiros flagrados já foram notificados e vão responder a um procedimento administrativo. O militar garantiu que eles terão a oportunidade de apresentar as respectivas defesas. De forma preliminar, o capitão disse que a atitude dos pipeiros é errada, porque não se pode descartar água assim.

Contudo, o coordenador garantiu que a água despejada ainda seria preparada para ser ofertada à população, visto que a equipe do Exército que faz esse trabalho estava a caminho da cidade no dia em que o vídeo foi flagrado. Os pipeiros informaram ao Exército que tiveram que fazer o desabastecimento porque precisaram sair do local e, com o veículo carregado, seria mais difícil, podendo ficar atolado.

“Não houve prejuízo para o Exército porque a água não chegou a passar pelo tratamento que as nossas equipes realizam antes de enviar para os municípios. Mas a atitude dos pipeiros foi errada e vamos adotar as medidas necessárias que o caso requer”, explicou o coordenador da operação, acrescentando que os proprietários dos carros-pipas alegaram que não tiveram a oportunidade de despejar no Canal do Sertão por dificuldade de acesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário